...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

sábado, 6 de abril de 2013

Homem matou cerca de 15 Cães para comer foi preso após Denúncia

05 de Abril


Denunciado por irmão, homem é preso por matar 15 cachorros para comer



Direto de Bauru
A polícia prendeu na tarde desta sexta-feira, em Ourinhos (SP), um homem de 20 anos, suspeito de matar um cachorro e depois comê-lo. O irmão do suspeito foi quem acionou a Polícia Militar (PM). Segundo ele, seu irmão matou cerca de 15 cachorros para se alimentar. 
Ao chegar à casa de Jacó Mendes da Silva Cipriano, na Vila Christone, os policiais encontraram uma bacia plástica com a carne do animal já temperada. O irmão do rapaz indicou ainda, no quintal da casa, o local onde a cabeça e as patas do animal haviam sido enterradas. Ele revelou ainda que há alguns dias o irmão vinha matando cachorros para comer e que o número de animais abatidos chegaria a 15.
Após ser denunciado pelo próprio irmão, suspeito foi preso pela morte de cerca de 15 cachorros, que depois eram temperados e ingeridos  Foto: Nelson Minucci / Especial para Terra
Após ser denunciado pelo próprio irmão, suspeito foi preso pela morte de cerca de 15 cachorros, que depois eram temperados e ingeridos
Foto: Nelson Minucci / Especial para Terra
Segundo a PM, Cipriano se justificou dizendo que a Bíblia permite que “todo animal de carne em pé e rachada a gente pode comer, não é um ser humano”. O suspeito foi levado para a delegacia, onde o delegado registrou um termo circunstanciado baseado no artigo 32 da lei de crimes ambientais, que prevê penas contra maus-tratos e abusos a animais.
O artigo pode render pena de três meses a um ano de detenção, além de multa. O rapaz foi ouvido e vai responder em liberdade. 
Após ser denunciado pelo próprio irmão, suspeito foi preso pela morte de cerca de 15 cachorros, que depois eram temperados e ingeridos - Foto: Nelson Minucci / Especial para Terra
Após ser denunciado pelo próprio irmão, suspeito foi preso pela morte de cerca de 15 cachorros, que depois eram temperados e ingeridos