...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Caso Animais de Jaraguá - GO

Protetores Facebook

Ajuda aos Cães de Jaraguá


Comunicado de: Valéria Mattia - Causa Animal

"Em 01 de julho de 2012, no período da tarde, me dirigi a única delegacia da cidade de Anápolis, de plantão (sem o delegado, presente no momento): Delegacia Geral de Polícia, Praça do Expedicionário Brasileiro, S/N, Setor Central, para registrar om B.O., referente a maus tratos em SOS aos animais de Jaraguá-GO, onde o escrivão de nome Paulo, se recusou a registrá-lo, se recusou a entrar na net e averiguar a situação, se recusou a me dar o cartão, mesmo após eu ter mencionado que iria jogar a narração dos fatos na internet. Narrei que a situação em caráter de urgência, visto que a vida dos animais não suportariam tais circunstâncias, que a delegacia da cidade se recusava a registrar a ocorrência, que já havia uma petição pública em andamento, com quase 5 mil assinaturas em encaminhamento ao ministério público, que os fatos narrados já corriam por toda internet há mais de uma semana. Aconselhou-me a secretaria do meio ambiente ou o ministério público.

As questões que jogo à sociedade brasileira é:
- de que valem as leis estabelecidas se as 'autoridades' não as cumprem?
- de valem os recursos de urgência, como denúncias, anônimas ou declarada, medidas cautelares, mandado de segurança se quem tem que executá-las NÃO FAZ ?!?
- de que adianta adjetivos como CORAGEM ser do outro lado só se tem COVARDIA?


BRASIL, EU TENHO VERGONHA DE SER DA SUA PÁTRIA!
EU TENHO VERGONHA DE MORAR EM GOIÁS!
OS ÚNICOS SENTIMENTOS QUE SINTO, NO PRESENTE MOMENTO, SÃO: COMPAIXÃO PELOS ANIMAIS E ASCO DESSE PAÍS!

Anápólis, 01 de julho de 2012.
"

Alguns dos 40 Animais resgatados do Canil de Jaraguá, onde seriam mortos






Caso cantor Thiaguinho - Comunicado à Imprensa é falsa

É falsa a informação divulgada sobre a manifestação do cantor Thiaguinho com relação ao ocorrido ontem (1), quando um integrante de sua equipe causou ferimentos graves ao atirar um explosivo caseiro em uma rua que atingiu uma cadela.

A imagem à abaixo está em alguns sites e redes sociais, mas a informação é incorreta, uma vez que o Presidente da U.P.A e Responsável pelo atendimento ao animal, César Rocha,  se manifestou afirmando não ter recebido nenhuma ajuda do cantor ou manifestação de sua equipe. 

Maiores informações: U.P.A. - União Protetora dos Animais

Comunicado do Presidente da U.P.A. CésarCésar Rocha Upa



Entenda o caso:

Bomba caseira atinge Cadela e Cantor Thiaguinho é intimado - SP


Thiaguinho será intimado para depor após bomba caseira ferir cadela

Explosivo foi jogado por integrante da banda do cantor no sábado (30).
Cachorra passará por cirurgia na mandíbula nesta terça-feira (3).

Do G1 Campinas e Região

Cadela ferida por bomba caseira em Campinas (Foto: Fernando Pacífico / G1)
Cadela ferida por bomba caseira em Campinas
(Foto: Fernando Pacífico / G1)
O cantor Thiaguinho, ex-Exaltasamba, será intimado para depor após a explosão de uma bomba caseira, jogada por integrantes de sua banda, ferir gravemente uma cadela vira-lata em frente a um hotel de Campinas (SP). O titular da Delegacia de Proteção dos Animais, Antônio Erivelton Piva Junior, informou que recebeu uma lista com todos os integrantes do grupo, mas o responsável não foi apontado nominalmente.

"Estou tentando identificar quem foi", disse. Segundo Piva Junior, todos da lista, que tem de 10 a 15 nomes, serão intimados. Foi aberto um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, segundo o delegado, se algum dos integrantes não morar em Campinas, poderão responder aos questionamentos por carta precatória.

Por meio de nota, a assessoria do cantor informou que o responsável pelo acidente irá se apresentar nesta terça-feira (3) "para prestar esclarecimentos sobre o episódio". Além disso, informa que Thiaguinho "está tomando as providências necessárias" para visitar o animal ainda nessa semana, assumir os custos do tratamento e, se possível, adotá-lo.

Cirurgia e adoção

A cachorra, que ainda não possui nome definido, passará por uma cirurgia na mandíbula na manhã desta terça-feira (3). O explosivo foi jogado próximo ao animal quando o grupo deixava o local após um show em Sumaré, realizado no sábado (30). Segundo o veterinário Eicke Bucholtz Junior, a cadela não corre risco de morte, mas ela só consegue se alimentar com alimentos "pastosos", por conta do ferimento na boca.

"Acredito que o pior momento já passou. Não sabemos ainda se ela terá surdez parcial ou integral. O maior desafio é o emocional dela, pois ficou muito assustada", afirma o veterinário. Ele informou que pelo menos dez pessoas já procuraram pelo hospital, com intuito de adotar a cachorra, que possui entre dois e quatro anos.

Thiaguinho não estava hospedado no local, mas disse em uma rede social que o funcionário foi demitido na tarde deste domingo (1º), sem mencionar o nome do responsável. O caso foi registrado como maus-tratos contra animais no 5º Distrito Policial de Campinas por representantes da União Protetora dos Animais (UPA), que fez o resgate do animal.
O veterinário Eicke Bucholtz Junior (Foto: Fernando Pacífico / G1 Campinas)
Veterinário mostra problema causado na mandíbula
da cachorra (Foto: Fernando Pacífico / G1)
A cadela está internada em um hospital veterinário que fica próximo ao hotel. Ela teve ferimentos na boca, quebrou o maxilar, perdeu dentes, rompeu o tímpano e teve queimaduras na língua e no céu da boca.

A recepção do Hotel Nacional Inn confirmou que a equipe do cantor estava hospedada no local e que, no momento da explosão, a van com o grupo era o veículo mais próximo da cadela. Ainda segundo funcionários que não quiseram se identificar, Thiaguinho não estava com a equipe. No boletim de ocorrência, o responsável pela UPA que fez o registro informou que um homem que se apresentou voluntariamente como produtor da banda entrou em contato para buscar informações do estado de saúde do animal e oferecer ajuda para o tratamento. 

Em uma rede social, o cantor Thiaguinho postou mensagens sobre o assunto no início da tarde deste domingo (1º), dizendo que tinha sido surpreendido com informações do envolvimento de integrantes da equipe dele em um caso de violência contra animais. "Acabei de acordar e fui surpreendido com algumas mensagens sobre um envolvimento de integrantes da minha equipe e um animal ontem", escreveu o músico.
Duas horas depois das postagens, o cantor informou que, apesar de gostar muito do funcionário, a atitude dele não lhe deu escolhas e ele foi demitido. Em comunicado à imprensa, o músico lamentou o ocorrido e disse que vai prestar todo suporte necessário para a recuperação do animal. De acordo com a nota, o explosivo foi adquirido pelo integrante da banda na região de Campinas com o intuito de comemorar as festas junina e julina nesta época (leia abaixo na íntegra).

Mascote
O taxista Júlio Roque trabalha no ponto em frente ao hotel e foi informado do caso por colegas de trabalho, mas estava de folga na noite de sábado. Ele conta que a cadela tornou-se mascote dos taxistas há dois anos. "Ela já teve duas crias aqui, e depois nós mandamos castrá-la", completa Roque.

Thiaguinho canta durante gravação do DVD 'Ousadia e alegria' em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)
Thiaguinho canta durante gravação do DVD 'Ousadia
e alegria' em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)
Leia comunicado na íntegra divulgado pelo cantor Thiaguinho
Na tarde de sábado, 30 de junho, integrantes da equipe técnica do cantor Thiaguinho se envolveram em um acidente com uma cachorra na cidade de Campinas. O fato aconteceu quando a equipe se dirigia ao local da apresentação daquela noite para os preparativos finais.

Um dos membros da equipe adquiriu um artefato explosivo na região com a intenção de comemorar o período de festas juninas, mas durante uma brincadeira infeliz e irresponsável o atirou pela janela da van. Antes que ele explodisse uma cachorra pegou o artefato, que explodiu em sua boca.
Após apurar os fatos e constatar que o acidente envolvendo um membro da sua equipe realmente aconteceu, Thiaguinho já tomou as devidas providências. E o responsável já foi desligado de sua equipe.
O cantor, que tem um grande amor pelos animais, também se prontificou a prestar todo suporte necessário para a recuperação do animal. E comovido com as imagens que viu depois do acidente pensa em adotar a cachorra, caso ela não tenha um dono.
Cachorra sofreu ferimentos após pegar explosivo atirado por integrante da banda do cantor Thiaguinho (Foto: Fernando Pacífico / G1 Campinas)Cachorra passará por cirurgia nesta terça-feira para corrigir mandíbula (Foto: Fernando Pacífico / G1)