...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Após Denúncia e fotos na internet Animais são resgatados

Sujos e debilitados


Resgate de doze horas no Pq São Lucas (SP) liberta 20 cães, gatos e galinhas


Por: Fátima Chuecco (da Redação)
Foto: Divulgação
Em meio a tantas histórias escabrosas de maus-tratos que temos visto no Brasil, algumas merecem destaque por terem um desfecho positivo com o salvamento de vários animais submetidos a sofrimento contínuo ou que estavam prestes a serem mortos. A proteção animal tem evoluído bastante no país. As pessoas estão se organizando e criando estratégias para resgates que, alguns anos atrás, pareciam impossíveis.
Uma dessas histórias aconteceu no último domingo, dia 19, em pleno feriado de Carnaval, com o saldo de 20 animais libertados. A operação, que começou às 14h de domingo e só terminou às 4h da manhã de segunda-feira (incluindo o tempo gasto com negociações e abertura de BO), contou com um grupo de oito pessoas formado por protetores e veterinários, acompanhado por uma viatura da Polícia Militar.
Foto: Divulgação
O alvo foi uma casa na Rua Rosabela da Silva, 29 B, no Pq São Lucas, na zona leste de São Paulo – um local que há meses vinha sendo denunciado anonimamente por manter cães engaiolados e submetidos a péssimas condições de vida. Algumas pessoas desconfiavam de abatedouro de cães e gatos para consumo, outras falavam em venda dos animais para rituais. Na investida foram resgatados seis cães, dois gatos, 11 galinhas e um galo de rinha. Todos sujos e bem debilitados.
Na casa estavam três homens de uma mesma família: avô, pai e neto, além de um casal de crianças. Apesar da presença da polícia, os moradores se recusaram a mostrar o interior da casa que funciona também como uma serralheria, mas permitiram uma vistoria no quintal, onde foram encontrados dois pinschers em gaiolas de passarinhos e duas pastoras alemãs brancas jovens.
“Creio que um dos pinschers cresceu dentro da gaiola, pois, ele não passava na portinha. Foi preciso arrebentar as grades para tirá-lo de dentro. O morador mais velho alegou que mantinha os animais presos para não fugirem ou serem atropelados. As pastoras vieram da Espanha e ele disse que foi presente de um amigo”, relata José Carlos Orlandim, que participou do resgate e ficou como depositário fiel (espécie de tutor temporário) dos animais libertados.
“Tivemos que insistir bastante para subir na laje onde encontramos mais animais. Havia muita sujeira e mau-cheiro. O chiuaua idoso e cego estava acorrentado ao relento sem água ou comida. O galo certamente era de rinha porque estava muito machucado na cabeça. Quando já achávamos que o trabalho tinha terminado, ouvimos um chorinho e então descobrimos uma cachorrinha SRD também acorrentada e muito apavorada”, explica o protetor.
Os gatos estavam soltos ao redor da casa, mas com a presença dos estranhos se esconderam e também foram sendo levados para dentro do imóvel, onde os donos não permitiram o acesso. O grupo conseguiu pegar apenas dois felinos. Orlandim abriu um B.O. de maus-tratos na Delegacia do Meio Ambiente da Av. São João, 1247 – lugar que recebe denúncias desse gênero.
Ajuda aos Resgatados: Os bichos devem ficar num abrigo durante bastante tempo enquanto o processo corre e serão necessários alguns procedimentos veterinários, especialmente no cãozinho idoso. Quem quiser ajudar com ração, dinheiro ou medicamentos deve entrar em contato com olhardeanjo_2011@hotmail.com
Foto: Divulgação
Fonte: ANDA

Este caso estava sendo denunciado também pela internet, através das redes sociais Facebook e Orkut:

"Estão desconfiados que ele maltrata animais, faz rituais etc...
A foto mostra o pinscher dentro de uma gaiola de passarinho. Segundo informações vários gatos e cachorros já passaram por lá. O anterior ao pinscher era um cachorro porte médio que ficava dentro da gaiola e chorava o dia todo.
O morador do local tem gatos bem cuidados, mas informações dizem que os cachorros não estão.
Também informam que os cães e gatos que são mantidos na gaiola desaparecem.
Nâo podemos afirmar, mas falam em ritual, candomblé com galinhas pretas. Nada confirmado pelas fotos.
A protetora Adriana está pedindo que alguém possa ir até o local conversar e se possível entrar no imóvel para saber sobre a real situação dos animais. Ela é conhecida no pedaço então todo o cuidado é pouco.
Contato Adriana 11 2867-6828
Rua Rosabela da Silva 29 B, final da av. Prof Luis Ignácio de Anhaia Mello, zona leste de SP, altura 10.200 aproximadamente da av. Sapopemba."

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Jornal Zero Hora - Colunista publica texto infeliz


Violência e ignorância


Colunista do jornal Zero Hora chama protetores de animais de imbecis e idiotas


Werner Grau
wgrau@pn.com.br
Carta à direção do jornal Zero Hora
Prezados Senhores,
Recebi o texto abaixo, que teria sido publicado pelo Zero Hora em coluna pela qual responderia o Sr. Paulo Sant’Ana. Conforme se vê dos destaques abaixo, o texto é lamentavelmente agressivo e desrespeitoso, revelando que o referido colunista não tem a menor condição de integrar tão prestimosa publicação.
Abstraído o tom gratuitamente ofensivo do texto, há que se questionar o seu conteúdo, e desde já se solicita a esse periódico que faça publicar, em igual espaço e destaque, a resposta aqui trazida ao texto do colunista.
De início, os dados trazidos pelo colunista. Não é possível afirmar que 99% dos casos de ataques de cães ferozes, com vítimas, teve as raças Pitbull e Rotweiller envolvida. O Sr. Sant’Ana invoca números sem nenhuma base, o que já desqualifica o mérito do que defende.
Demais disso, a comparação que pretendia ser espirituosa por ela feita, com serpentes, não poderia ser mais vazia. O Sr. Sant’Ana não conhece a diferença entre animais domésticos e silvestres, o que, mais uma vez, desautoriza a sua tese. A comparação é absurda.
O texto do colunista em questão desafia o argumento de que cães são fruto da forma como tratados pelos seres humanos. Ora, o próprio Sr. Sant’Ana é prova de que sua tese é absurda. Dada a gratuita agressividade, desrespeito e tom ofensivo com que generaliza e ataca quem dele discorda, a tese do Sr. Sant’Ana só poderia ser procedente se tivesse ele próprio sido criado por Rotweillers e Pitbulls, bestas-feras que o teriam transformado no ser humano que demonstra ser. Certamente, não é o caso, porque o Sr. Santana, revelam as entrelinhas de seu texto, tem verdadeiro pavor de cães como Rotweillers e Pitbulls. Talvez aí se revele a razão de tamanha agressividade. Medo.
O tom do Sr. Sant’Ana reforça a tese, na verdade, de que cães – quaisquer deles – são fruto da forma como tratados. Tamanha agressividade só pode ser fruto da forma como o Sr. Sant’Ana foi criado. Felizmente, ao que tudo indica, seus pais não têm cães das raças por ele atacadas. Esses seriam verdadeiras feras.
Qualquer animal, tratado de forma inadequada, será potencialmente agressivo (e o Sr. Santana insiste em parecer prova viva disso… que passado horroroso deve ter sido o seu!). Do Pinscher ao Fila Brasileiro, todo cão maltratado reagirá e estará fora de controle. E atacará. Alguns, com maior potencial lesivo. Só isso muda.
Crucificar esta ou aquela raça seria admitir que o ser humano não é capaz de prevalecer, racionalmente, e controlar os animais domésticos de forma a tê-los dóceis. Somente pessoas que demonstram um absoluto descontrole, gratuita agressividade, como o Sr. Sant’Ana, é que passam por experiência assim: o cão os domina, e faz o que bem entende.
Por fim, o Sr. Sant’Ana parece ignorar que a própria lei reconhece ser do ser humano a responsabilidade. A omissão no dever de guarda é figura que pune o homem, e não o animal. Exatamente porque o homem, em tese racional e controlado (não é o caso do Sr. Sant’Ana, ao que tudo indica), deveria ser capaz de cuidar e tratar dos animais domésticos (todos eles) de forma a tê-los dóceis e tranquilos.
Burrice, com todo respeito, é achar que um cão esteja fora do alcance do controle humano. O que, lido o texto do Sr. Sant’Ana, infelizmente reforça a tese de que sim, isso ocorre com frequência.
Resta-nos rezar para o Sr. Sant’Ana nunca ter um animal sob sua guarda.
Reforçando o pedido de publicação desta resposta à coluna do Sr. Santana, pleiteando-se o mesmo espaço e destaque, despeço-me,
Atenciosamente,
Werner Grau Neto
Coordenador do Grupo de Trabalho de Direito Animal e Saúde Pública da Comissão de Meio Ambiente da OAB/SP


Eis o Texto por:

 Paulo Sant’Ana

"A burrice culpada
Não sei de onde veio esta tese imbecil de que os pitbulls e os rottweilers são frutos de seus donos.
A tese burra atribui ao tratamento que o dono das feras dão a elas os crimes hediondos que elas cometem.
Esquece-se a tese estapafúrdia que centenas de pitbulls e rottweilers foram otimamente tratados por seus donos, que lhes dedicaram carinho, atenção e excelentes rações – e mesmo assim essas feras estraçalharam crianças e idosos entre nós.

Eu já expliquei até a exaustão que o caráter genético dos pitbulls e rottweilers manda matar.

Mas isso não entra nos raciocínios estreitos dos néscios.

E eu provo isso com fatos: 99% das pessoas que foram estraçalhadas até a morte por cães, entre nós, foram devorados por animais das raças pitbull e rottweiler. Apenas um por cento das vítimas humanas dessas feras foi morto por cães da raça fila.
Mas não basta essa estatística para convencer a imbecilidade?
O que eu pretendo com este meu discurso inútil é “dessocializar” os pitbulls e rottweilers: ou seja, retirá-los do convívio humano. Para evitar as mortes que vão continuar acontecendo.
Os imbecis parecem não se comover com as centenas de mortes de pessoas nas garras e nas presas dessas feras. É uma morte cruciante a que sofrem estas vítimas. Mas os idiotas parecem desconhecer isso. E vêm com teses que confortam os assassinatos, em vez de reprimi-los.
Mas os inocentes úteis que atiram ao léu essas teses desprezíveis de que os cães são reflexos de seus donos deveriam ser submetidos ao teste de passarem três noites dormindo ao lado de um pitbull ou de um rottweiler. Aí é que eu queria ver eles continuarem a se aventurar nessa tese absurda de que o cão reflete o dono. Eu queria vê-los convivendo com as feras. Então nunca mais diriam essas bobagens.
Criar pitbull ou rottweiler é o mesmo que criar cascavéis em um serpentário doméstico: a qualquer momento a cobra vai picar e vai injetar seu veneno em suas vítimas.
Só falta agora a imbecilidade vir dizer que as serpentes são reflexos de seus donos. Ora, vão plantar batatas!
Ainda bem que 90% das pessoas com quem eu falo têm-me dito que é preciso depressa acabar com o convívio entre essas feras e os humanos. 90%!
Não estou com isso inocentando os donos desses cães assassinos. Pelo contrário, eles deveriam sentar no banco dos réus como coautores desse genocídio. Quem cria ou mantém um cão assassino desses em suas casas, sabendo que dali a pouco ele vai estraçalhar uma criança, é culpado máximo desse homicídio.
Como também teimam em aparecer outros culpados dessa carnificina: agora mesmo estão aparecendo os idiotas que afirmam que os cães são frutos do comportamento de seus donos.
É muita burrice. Burrice culpada!"
Nota da Redação: 
Indignado com milhares de emails que recebeu na semana passada criticando a sua coluna sobre extermínio de raças ferozes, o senhor Paulo Sant’Ana escreveu o texto violento e preconceituoso acima. Lamentável que um grande veículo como o Zero Hora/RBS abra espaço para apologia à violência, de uma pessoa absolutamente desinformada e sem qualquer autoridade para falar sobre o assunto.

Cadela volta pra casa com corpo queimado

Corpo e olhos queimados


Polícia do DF investiga caso de cadela atingida por ácido


Foto: Reprodução/G1
A polícia do Distrito Federal investiga uma denúncia de maus-tratos a uma cadela no Gama que teve o olho direito e o corpo queimados por um produto corrosivo. Segundo os tutores do animal, a cadela tem o hábito de sair à rua sozinha. Na terça-feira de carnaval, Nina voltou do passeio com as queimaduras.
A veterinária Jeandra Ferraresi fez o primeiro atendimento no animal. Segundo ela, o produto jogado na cachorra pode ter sido soda caustica ou algum outro tipo de ácido. Apesar da gravidade dos ferimentos, a veterinária disse que ela vai sobreviver.
O comerciante Claudio Mai, vizinho da família, disse não saber quem atacou a cadela, mas viu o momento em que ela saiu de um local onde pode ter sido atacada. “De repente o cachorro saiu desesperado rolando aqui no mato, rolando pro outro lado. Eu falei: ‘Jogaram água quente no cachorro’”, afirmou.
Os tutores da cadela registraram ocorrência na 20ª delegacia de polícia, no Gama. O delegado Paulo Henrique Almeida informou que a polícia já tem um suspeito. Os agentes estiveram na região que fica perto de um supermercado e ouviram funcionários do estabelecimento.

Fonte: G1

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Cadela perde um olho após sofrer agressão - SP

Homem é apedrejado depois de
agredir cachorro no interior de SP

O animal precisou passar por uma cirurgia e acabou perdendo um dos olhos

Um morador da cidade de Americana, no interior de São Paulo, foi apedrejado depois de espancar uma cachorra de rua. A cadela precisou passar por uma cirurgia e perdeu um dos olhos.

A mulher do suspeito, Maria Aparecida Feltem, contou que a cachorra estava na garagem e atraiu outros cães para a casa. O homem acordou com o barulho e tentou retirá-los da residência, mas a cachorra não quis sair e foi agredida. 

Clientes de um bar viram a confusão e se revoltaram. Eles começaram a jogar pedra na casa do suspeito que teve que se esconder. 

O caso foi registrado na polícia e, de acordo com o delegado Robson Gonçalves, o homem poderá pegar até um ano de prisão caso seja condenado. A cadela será colocada para adoção depois que terminar o tratamento.
Assista ao vídeo:

Danilo Gentili se destaca na Causa Animal

Um Grande Aliado Público

Vista-se publicou sobre o Danilo Gentili falando sobre rodeio e inspirou a União Libertária Animal - ULA a mostrar o que ele pensa sobre a exploração comercial de animais, de forma clara e corretíssima.

Danilo Gentili sempre resgatou animais com a sua mãe. Recentemente, já famoso, resgatou um cão paralítico abandonado criminosamente na beira de uma estrada, adotou essa cadelinha da Ong Ceo e ainda resgatou um gato que ele viu sendo jogado de um carro.

Filhote de gato arremessado de carro em movimento




Danilo é a prova de que ninguém precisa ser de Ong para ajudar um animal, basta ter coração e iniciativa.

Assista ao vídeo desse programa:



sábado, 18 de fevereiro de 2012

Jade se recupera e é adotada - São Paulo

Lembram deste terrível caso de crueldade?

Postagens anteriores: 



Jade foi trancada e queimada dentro de um veículo que estava no lote dos pais do Menor e proprietário da cadela. A denúncia foi de que o acusado é usuário de drogas e se irritou com Jade após a mesma avançar em um gato que comia em sua tigela, motivo suficiente para ser queimava viva.

Vizinhos que observaram o momento do crime tomaram a atitude de abrir a porta do carro para tentar salvar Jade já em chamas.

A cadela foi retirada com vida e a Polícia foi chamada mas nada aconteceu. E Jade, agonizou nos fundos da casa, sem receber atendimento médico e ainda sim continuou amamentando seu filhote.

Alessandro Desco e Luiz Fernando Juka Sobreiro foram avisados sobre o caso e retiraram Jade e Athos  do local para tratamento e adoção.

Confira Fotos Antes e Depois:

Resgate

Análise

Primeiros Socorros

Tratamento

Reagindo ao Tratamento

Final do Tratamento

Homenagem a Alessandro Desco



Jade foi adotada pela Dra. Ana Paula, que cuidou da mesma durante todo o Tratamento. Inúmeras pessoas se manifestaram com o interesse em adotá-la mas Jade vai precisar de cuidados ao longo de sua vida, devido às sequelas que sofreu com queimaduras profundas no corpo, nada melhor que um médico por perto. E ficamos com saudades mas também com toda certeza de que essa vitória nunca será esquecida e servirá sempre de exemplo e motivação à Causa Animal. Agradecimentos à todos que se envolveram com este caso!

Aos interessados em conhecer e ajudar outros casos, favor ajudar na divulgação ou adoção do cão Rubi, vítima de Maus Tratos!
Recado de:

Temos aproximadamente 20 animais resgatados do abandono e maus tratos. 
Não fazemos parte de nenhuma ONG e nem de nenhum grupo de resgate. 
Alguns animais foram resgatados em conjunto com amigos do bem, mas a maioria deles são resgates meu e da Alessandra onde tratamos, castramos, vacinamos e hospedamos sem ajuda de ninguém. 

Estipulamos ter sempre 20 resgatados, pois mais que isso ultrapassa nossas possibilidades e tb, com mais animais do que 20, não podemos dar a atenção necessária a cada um deles. 
Mas, a Jade, e todos os outros que vieram depois, foram casos difíceis de virar a cara e só conseguimos resgatá-los, graças a ajuda de muita gente do face. 
Sempre que alguém me agradece pela recuperação de algum animal, penso que a vitória não é só minha e sim de todos que têm ajudado. 
Infelizmente, estamos com muitos Caes "pretinhos" e "idosinhos" que estamos tendo muita dificuldade de encontrar lar decente pra eles. 
Por favor, me ajudem a divulgar para que possamos ajudar outros. 
Obrigado e bom carnaval pra todos!"


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Vídeo recomendado: Animais - Primeiros Socorros


A Uol Bichos oferece 6 vídeos sobre cuidados imediatos com Animais, é importante para você Tutor de uma Posse Responsável informar-se sobre os Primeiros Socorros:
  • Intoxicação e Envenenamento
  • Cortes e Ferimentos
  • Sufocamento/Asfixia
  • Parada Cardíaca
  • Fratura
  • Cuidados com a sua Segurança



segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Caso Yorkshire - Ministério Público acusa enfermeira por dois crimes

Dois crimes

10 de fevereiro de 2012 


MP denuncia enfermeira por agressão e morte de yorkshire em Formosa



Foto: reprodução da internet
O Ministério Público do Estado de Goiás ofereceu denúncia criminal contra a enfermeira Camila Correa Alves de Moura Araújo dos Santos, acusando-a de crime ambiental e delito previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em razão da agressão e morte de um yorkshire, ocorrida em Formosa, em novembro do ano passado.
Na peça acusatória, o promotor Lucas Danilo Vaz Costa relata que, nos dias 12 e 13 de novembro de 2011, a denunciada feriu o cachorro em sua residência, na presença da filha J. de 1 ano e 6 meses.  Na avaliação do MP, a menina foi submetida a constrangimento ao testemunhar a agressão. De acordo com o promotor, Camila maltratou, deu vários chutes, golpes de balde na cabeça, puxões e tamponamentos de balde no animal, o que levou à morte o pequeno cachorro com poucos meses de vida.
Ao agir desta forma, sustenta a acusação, a enfermeira cometeu os crimes descritos no artigo 32, parágrafo 2º, da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), quando se pratica maus–tratos, ato de abuso, a animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos, bem como no artigo 232, da Lei 8.069/90 (ECA), quando o acusado submete criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento.
A pena prevista para crime ambiental varia de 3 meses a 1 ano de detenção e multa; já para o delito do ECA a punição é de seis meses a dois anos de detenção.
Fonte: ANDA

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Estou sem Lar - Me ajude a encontrar - Ouro Preto/MG

Esta cadelinha amarela de uns 50 cm de altura, que ainda é filhote (sem cio)  está abandonada no bairro São José, próximo ao Campo - Clube do Cruzeiro, em Cachoeira Do Campo - Ouro preto/MG!




Ela não recebeu nome, é super carinhosa, brincalhona e será ótimo cão de guarda, protegendo seu Lar sem machucar ninguém pois não é brava!!!



Estes vídeos podem mostrar um pouco dela:



Apareceu no dia 25 do Natal de 2011 morrendo de fome, muito magra e aflita. 
Estava com coleira, porém, não tinha destino algum, enfrentou todas as fortes e constantes chuvas na região e está assim desde então, enfrentando também o frio, as doenças, o atropelamento e pode ser recolhida pela Carrocinha, que é o terror dos animais abandonados, uma vez que o histórico de massacres é enorme, o método de sacrifício dos cães, gatos e até cavalos. O Município da cidade de Ouro Preto não arca com veterinário, local, medicação e eutanásia. A Carrocinha contratada faz todo o trabalho e sujo, com envenenamento! 

Mas são poucos que sabem disso porque são poucos que se revoltam com a falta de respeito, caráter e humanidade das pessoas que não se responsabilizam por seus animais!!!

Como se não bastasse, começou a incomodar as pessoas que circulam no bairro. Ela não morde mas assusta crianças e idosos que circulam na área. Isso é comum quando o cão faz da rua sua moradia, protegendo os moradores das casas locais!

Está recebendo somente ajuda com alimentação e somente de uma pessoa apenas, pessoa essa que não pode adotar!

Está sendo oferecido para quem adotar tirando-a desse sofrimento:

_ Castrar
_ Vacinar
_ Vermifugar
_ Será entregue no novo Lar, seja em Itabirito, Ouro Preto, Mariana e Distritos

... enfim, todo o preparo para uma adoção correta e significativa!

Entre em contato comigo por favor e ajudem a repassar este apelo: (31) 8885-2274 / silviaouropreto@hotmail.com

É URGENTE!!!!

AVISO: Não são os Animais que atiram "pedra na cruz". Favor, estude seus limites antes de adotar pois ABANDONO e MAUS TRATOS é CRIME até em regiões esquecidas no fim do mundo!!! Leia: Saiba o que são Maus Tratos a Animais e como Denunciar: Baseado na Lei Federal 9605/98 Art.32 - Informe-se aqui:http://boanimal.blogspot.com/p/saiba-como-denunciar-maus-tratos-e.html