...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Cão comido vivo é sacrificado - Mariana/MG

Estado do Animal era muito Grave

Matéria anterior: B.O.ANIMAL: Cão comido vivo vira matéria no Portal Mariana - MG

mais-uma-cena-da-crueldade-do-ato-de-abandono-de-animais-domesticos
                   Por Sidiney Gomes

O Cão que vagava pelas ruas da cidade de Mariana foi avistado pela equipe de um Jornal local (Portal Mariana) no dia 19, que desceu do carro para "tocar" o animal do meio da rodovia que forçavam os motoristas à desviar podendo provocar acidente. Quando se aproximaram sentiram forte odor que do cão que estava com a cabeça completamente comida por bicheiras. Já não enxergava mais e muito fragilizado se levantou e vagou até o acostamento. 

Chocados com o estado do animal, a equipe acionou o Canil Municipal e gravou a situação lastimável para divulgar em matéria o descaso em que são tratados Animais Domésticos em cidades que não oferecem nenhum apoio. Link: http://www.portalmariana.org/cidades/mariana-mg/mais-uma-cena-da-crueldade-do-ato-de-abandono-de-animais-domesticos/

O cão se adentrou na mata ao lado da rodovia e só foi resgatado no dia seguinte (20). A equipe do Jornal recebeu a informação de que o Cão foi sacrificado ainda na mesma tarde do resgate após avaliação da Veterinária do Canil que emitirá Laudo em breve.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Cão comido vivo vira matéria no Portal Mariana - MG


"Mais uma cena da CRUELDADE do ato de abandono de animais domésticos

Publicado no


mais-uma-cena-da-crueldade-do-ato-de-abandono-de-animais-domesticos
                   Por Sidiney Gomes

Mais uma lamentável cena de abandono de animais domésticos foi presenciada em Mariana na última quarta (19) por volta das 10h, na região da Gameleira, próximo à Rodoviária da cidade.
Um cão, encontrava-se deitado na pista da rodovia, forçando o desvio dos veículos que passavam pelo local. Ao depararmos com a cena, paramos no local e constatamos a situação lastimável do animal que, vivo, já tinha seus olhos e parte do crânio tomado (comido) por bicheiras. Sem enxergar e apresentando um forte odor fétido(carne podre), o animal ao ouvir nossas vozes, se levantou e caminhou lentamente e com dificuldade até outra área, já afastada da rodovia.

fotos-do-cachorro

Ao entrarmos em contato com os órgãos competentes, nos foi relatado que o animal seria resgatado.
De acordo com informações do responsável pelo canil, Donizete, foram realizadas buscas pelo animal durante a tarde, mas o mesmo tinha adentrado para o matagal não sendo encontrado no dia. Nesta quinta (20), pela manhã, o mesmo foi localizado próximo à Rodoviária e resgatado pelo canil. O animal está sendo acompanhado pela veterinária do canil e provavelmente será sacrificado.
Finalizando, Donizete também se disponibilizou a nos fornecer o laudo médico do animal caso solicitássemos.

Para Silvia Gonzaga, do blog B. O. Animal, veículo online que recebe denúncias de maus tratos a animais, adoção e muita informação relacionada ao assunto, “mais um fato cruel registrado por poucos olhares de bem. Soma mais uma triste realidade que Animais Domésticos enfrentam em cidades que não oferecem apoio à Causa Animal. Mas uma pequena e que poderá se tornar uma grande diferença nos próximos casos é que a mídia regional começa a divulgar estes casos como Crimes“, diz.
Um Animal para chegar ao estado lastimável deste Cão, no mínimo viveu abandonado desde que aprendeu a se virar sozinho para sobreviver. Animais não são de rua, são de alguém ou foram de alguém que não se importa com os sentimentos dos mais fracos e fragilizados, os fiéis e tão injustiçados amigos do Homem“, finaliza Silvia."


Link: http://www.portalmariana.org/cidades/mariana-mg/mais-uma-cena-da-crueldade-do-ato-de-abandono-de-animais-domesticos/


Agradecimento ao Portal Mariana

Por Silvia Gonzaga - ADM Blog B.O.Animal

A Causa Animal na cidade de Mariana e região recebe um grande e influente apoio; o Jornal Portal Mariana oferece um espaço para divulgação de Crimes contra Animais e o total Descaso em que são tratados estes casos que além de Animais envolve os sentimentos de Crianças, Protetores e Simpatizantes que lutam por conta própria e de forma voluntária pelos Direitos dos Animais.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Denúncia de crime em Faculdade de Lafaiete/MG

Estudantes cobram ato criminal contra Cães em Faculdade

Protetores Facebook


"FACULDADE FAZAR DE CONSELHEIRO LAFAIETE (MG)
(O VÍDEO ESTÁ NO FINAL DO TEXTO)

AMIGOS, PROTETORES E ATIVISTAS DE MINAS GERAIS, POR FAVOR AJUDEM!!!! 

INVESTIGUEM ESSE CASO!!! ONDE ESTÃO OS CÃES??? PORQUE FIZERAM ISSO??? 

ESTUDANTES, MANIFESTEM-SE, VOCÊS TEM O DIRETO DE SABER!!!!

RETIRARAM O VÍDEO DO AR, MAS ELE FOI COPIADO E ESTÁ AQUI NOVAMENTE!!!

ESSES CÃES FORAM RESGATADOS DE FORMA CRUEL E OS FUNCIONÁRIOS QUE FIZERAM ISSO XINGARAM, E FIZERAM POUCO CASO. ALGUNS ESTUDANTES FORAM COBRAR PARA ONDE FORAM OS CÃES, O QUE FIZERAM COM ELES, E ELES NÃO DERAM SATISFAÇÕES, AINDA POR CIMA FORAM GROSSEIROS!!! 

O QUE FIZERAM COM ESSES CÃES??? 

PARA ONDE ELES FORAM ??? ERAM CÃES DÓCEIS E AS CRIANÇAS BRINCAVAM COM ELES. PORQUE ELES SAÍRAM DE LÁ E DESSA FORAM TÃO VIOLENTA??? 

ELES NÃO ESTAVAM DOENTES COMO AFIRMARAM, E SE ESTIVESSEM PORQUE AGIRAM DESSA FORMA? COVARDES!!!

VEJAM NO VÍDEO  A FORMA CRUEL QUE EFETUARAM O RESGATE, E DISFARÇARAM QUANDO SOUBERAM QUE ESTAVAM SENDO FILMADOS!!!!



segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Estuprador de cadela continua impune - Pelotas


Cadela morre após estupro por mais de um ano
Praticante de Zoofilia permanece impune e com a posse de outro cão

Enviado por: Denuncie Maus Tratos Pelotas


"A Gina é uma cadelinha que resgatamos de abuso sexual, ela era abusada por um tarado de 35 anos a mais de 1 ano e meio, sua mãe sabia de tudo e nada fez, quando uma vizinha lhe perguntou o porque de ela deixar isto acontecer ela disse que a Gina gostava então a vizinha lhe disse "mas como ela pode gostar se ela grita demais?" A mãe do tarado disse que gritava de faceira pois depois do ato ela vinha abanando o rabo. Ela foi encaminhada para o veterinário que constatou o abuso e entramos judicialmente contra estes agressores (mãe e filho).

Infelizmente Gina faleceu esta noite do dia 18 de setembro de 2012, vítima de inúmeros estupros, com os órgãos sexuais totalmente rasgados e exteriorizados. Morreu devido a um prolapso retal. Residente no bairro Fragata, rua Dom Luis Nadal, número 79, o estuprador Alex segue impune! Vale registrar que a mãe do rapaz tinha conhecimento de tudo, e alegou que a cachorrinha "gritava de faceira" ao se referir aos episódios de estupro praticados pelo filho! Quando na verdade gritava de dor,medo e desespero!"




Não aconteceu nada com o estuprador e além disso ele está com a posse de outra cadela,porém ele esconde ela fora de casa com ajuda de vizinhos.


Gina após ser resgatada

Protetores e Simpatizantes da Causa Animal solicitam que assinem Petição e divulguem contra este crime pois Alex já estaria com a posse de outro cão.

PETIÇÃO PARA ASSINAR:

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Massacre de no Canil da Ulbra é investigado - RS

RS: Polícia investiga suspeita de extermínio de animais em faculdade

Gravações, feitas por funcionários da limpeza que participavam da matança, são de 2008. Por telefone, eles recebiam as orientações de uma professora.


                           Assine Petição no final da matéria


Fonte: G1

A polícia do Rio Grande do Sul investiga uma denúncia de extermínio de cães em uma das principais universidades do estado. A reportagem é de Giovani Grizotti e Rosane Marchetti.
Imagens gravadas no hospital veterinário da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Canoas, mostram animais sendo sacrificados com injeções. Nem os filhotes são poupados.
As gravações, feitas por funcionários da limpeza que participavam da matança, são de 2008. Por telefone, eles recebiam as orientações de uma professora.
Estudante: “Ô, professora, eu peguei o Faísca”.
Professora: “Tá, e ninguém viu?”.
Estudante: “Não, ninguém viu”.
Professora: “Tá, só certifica que ele tenha morrido bem”.
Estudante: “Eu vou fazer do jeito que a senhora falou aquele dia, na caixa torácica. Daí é mais fácil, né?”.
Professora: “Ah, tá”.
O repórter Giovani Grizotti localizou o funcionário João Cláudio Arce da Silva, que gravou a conversa. Ele confirmou que matava os animais.
“Era pela madrugada. Nós ‘tinha’ a chave do hospital”, conta o ex-funcionário da Ulbra.
Segundo ele, as ordens partiam da professora Carla Koeche, que era vice-diretora do hospital veterinário. Ela nega.
“Nenhum desses sacrifícios, dessas eutanásias foram realizados com alguma deliberação, com alguma autorização de algum diretor, de alguma chefia de dentro do hospital veterinário”, afirma a médica veterinária.
Além de João Cláudio e Carla, a polícia indiciou a diretora do curso de veterinária na época, Norma Rodrigues, e outro professor da faculdade, Carlos Petrucci. Todos negam participação no caso. Um funcionário da limpeza, Eneias Winck, também foi indiciado.
Segundo a polícia, os cinco vão responder pelo crime de formação de quadrilha. Por maus tratos, eles não podem mais ser julgados, porque o crime, cometido em 2008, prescreveu. Os motivos da matança ainda não foram esclarecidos.
"Aparentemente injustificadamente, ou seja, animais saudáveis, que em função do grande número, em função do barulho que causavam, enfim, era determinado o sacrifício dos mesmos”, indica uma delegada.
A Ulbra diz que ao saber dos casos este ano, denunciou os crimes ao Ministério Público e ao Conselho de Veterinária.
“A palavra que pode ser dita é repugnância. E essa repugnância então ensejou essas duas denúncias para verificar se a autoria e os fatos são verídicos e dar os encaminhamentos penais devidos a cada um dos que cabem receber a punição pelo que fizeram”, afirma o assessor jurídico da Ulbra, Jonas Dietrich.
Nenhum dos suspeitos trabalha mais na Ulbra. A polícia ainda não sabe quantos animais foram mortos.
ASSINEM ESSA PETIÇÃO CONTRA A POLÍTICA CRUEL DOS CCZS PORQUE ESSAS DUAS SITUAÇÕES PRECISAM ACABAR.

Fonte: Protetores Facebook

A PETIÇÃO, ASSINADA PELA SOCIEDADE PARA EXIGIR MUDANÇAS NA POLÍTICA CRUEL DOS CCZs DE TODO O BRASIL


E O RELATÓRIO PARA UMA MELHOR COMPREENSÃO DESSA CAMPANHA


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Açougueiro mata Cão com faca de trabalho - RJ

Açougueiro esfaqueia Cão na porta do trabalho
Cão agonizou até a morte

Fonte: Apoio político em defesa dos animais - Protetores Facebook

Um homem açougueiro identificado como Chico, foi denunciado por esfaquear um Cão em frente ao seu Açougue. O fato ocorreu em Miracema/RJ e foi acompanhado por testemunhas. A Polícia foi acionada mas não compareceu ao local e o cão agonizou até morte.

Divulgado no Facebook a imagem do criminoso e rastros de sangue do animal que tentou fugir após o ataque.



Protetores e Simpatizantes da Causa Animal buscam pela internet união para registrar crimes como este no Ministério Público. 

A falta de interesse das pessoas em reclamar Direitos e Deveres também é um fato crítico na busca pela presença da Polícia e Justiça. 

Crimes absurdos são cometidos contra Animais diariamente, em sua maioria há Testemunhas que permanecem em silêncio, acabam por se tornarem cúmplices de tal covardia. Não seja um comparsa, denuncie e busque socorro ao Animal ferido!


Delegacia de Meios Eletrônicos de São Paulo
dig4@policia-civ.sp.gov.br / (11) 6221-7011 / R 208 e 209
Avenida Zaki Narchi, 152 - Carandiru/São Paulo/SP


Lembrando que é Crime: Sites, comunidades e perfis que incitem ou façam apologia aos maus tratos com animais é crime:
- Incitação a Crime - Art. 286 do Código Penal
- Apologia de Crime ou de Criminoso - Art. 287 do Código Penal


- IBAMA - Linha Verde: 0800 61 80 80
Disque Meio Ambiente: 0800 11 35 60
- Corpo de Bombeiro: 193
- Polícia Militar: 190
- Ministério da Justiçawww.mj.gov.br
 
 São Paulo
Disque-Denúncia
  181 (ligação gratuita disponível para moradores da Grande São Paulo)

- Ministério Público - SP
   (11) 3119-9015 / 9016 / R. Riachuelo, 115 - Centro - SP

- Promotoria de Justiça do Meio Ambiente
   (11) 3119-9102 / 9103 / 9800

- Corregedoria da Polícia Civil
   (11) 3258-4711 / 3231-5536 / 3231-1775   /  R. da Consolação, 2.333 - Centro - SP

- Corregedoria da Polícia Militar: 0800 770 6190
 
- Secretaria de Segurança Públicawww.ssp.sp.gov.br

- Polícia Militar Ambientalwww.polmil.sp.gov.br
 
PMSP - Comando de Policiamento Ambiental - Efetivo: 2244
  (11) 5082-
3330 / 5008-2396 / 2397-2374
 
Delegacia do Meio Ambiente: (11) 3214-6553

Ouvidoria da Polícia: 0800-177070 / www.ouvidoria-policia.sp.gov.br

- Prefeitura de São Paulohttp://sac.prodam.sp.gov.br
 
Superintendência do Ibama: (11) 3066-2633 / (11) 3066-2675

- Ouvidoria Geral do Ibama:
   (11) 3066-2638 / 3066-2638 / (11) 3066-2635 / lverde.sp@ibama.gov.br

 
Distrito Federal
- ProAnima: (61) 3032-3583
- Delegacia do Meio Ambiente da Polícia Civil: (61) 3234-5481
- Gerência de Apreensão de Animais: (61) 3301-4952
- Ministério Público: (61) 3343-9416


Rio de Janeiro
- Ministério Público: (21) 2261-9954






quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Delegacia Animal será criada em Minas Gerais

Delegacia especializada na defesa dos animais será criada em MinasCom quase três ocorrências por dia de maus-tratos a bichos em Minas, governo autoriza criação de delegacia específica. Início de trabalhos, porém, ainda depende de estudos


Publicação: 31/10/2012 06:00 Atualização: 31/10/2012 07:29

Animal de estimação é quase como um filho. É para o resto da vida dele e exige dedicação - n Stela Maria Ferreira de Carvalho, dona de casa que cuida de animais vítimas de maus-tratos ( Euler Junior/EM/D.A Press.)
Animal de estimação é quase como um filho. É para o resto da vida dele e exige dedicação - n Stela Maria Ferreira de Carvalho, dona de casa que cuida de animais vítimas de maus-tratos
A cada dia, quase três animais são vítimas de maus-tratos em Minas Gerais. A estatística que comove quem gosta dos bichos e revolta entidades protetoras levou organizações não governamentais mineiras a reivindicar a criação de uma delegacia de proteção animal, como já ocorre em outros estados. Depois de receber documento com 56 mil assinaturas, em setembro, o governo de Minas já autorizou a criação de uma unidade em Belo Horizonte. Segundo a Polícia Civil, o projeto da delegacia está na fase final de estudos para definir a data de início de funcionamento.


Trabalho para investigadores não vai faltar. Em 2012, até setembro, foram 743 casos registrados pela Polícia Civil, 66 deles na capital e 92 na Grande BH, número já superior ao do ano passado. Ativistas destacam, no entanto, que este é um crime subnotificado, em que muitas vezes nem sequer é possível identificar o agressor, a exemplo de um cachorro encontrado morto em Caeté. O animal teve as patas quebradas e há a suspeita de que foi violentado. A polícia ainda tenta descobrir quem é o criminoso.


Semana passada, um caso no Rio de Janeiro também ganhou repercussão: câmeras de segurança de um petshop flagraram o filho da proprietária espancando cães durante o banho. As denúncias, segundo protetores de animais, são variadas. Desde vizinhos que envenenam bichos de casas próximas, donos que abandonam seus animais nas ruas, falta de cuidados em clínicas veterinárias e petshops, além de violência gratuita contra cães e gatos, principalmente. São situações assim que a futura delegacia vai apurar. A pena para maus-tratos é de três meses a um ano de prisão, mas a comissão de reforma do Código Penal aprovou proposta que amplia o tempo para um a quatro anos de reclusão, chegando a seis se houver morte do animal.


Reação 



A criação de uma delegacia específica anima quem lida com bichos maltratados, como a dona de casa Stela Maria Ferreira de Carvalho, de 47 anos. Mais de 100 cães recolhidos nas ruas da capital já passaram pelas mãos dela, que dedica parte do seu tempo para cuidar dos animais abandonados. Na casa onde mora, no Bairro Sagrada Família, Região Leste, ela mantém sete cachorros, todos vítimas de maus-tratos por parte de ex-donos. “Quando encontro esses animais, eles estão doentes, magros e em depressão. A grande maioria já teve um dono antes e que foi largada”, conta. 


Stela alimenta os animais recolhidos, banca exames e a castração antes de enviá-los para adoção. Stela é exigente na hora de liberar os bichos. “Faço entrevista com os candidatos. Se perceber que a pessoa não vai cuidar bem, não deixo levar”, afirma. “Animal de estimação é quase como um filho. É para o resto da vida dele e exige dedicação”, defende. Dos vários anos dedicados ao cuidado com animais, a dona de casa acumula histórias marcantes, como a de uma cadela abandonada pelo dono por causa de tumores na mama e na boca. 


A presidente da ONG Cão Viver, Mariza Catelli, é dura quando fala de agressores. Segundo ela, a entidade recebe cerca de 10 e-mails diários com pedidos de socorro e de orientações de pessoas que presenciam maus-tratos contra animais. “Geralmente contam que viram o vizinho maltratar o bicho, ou que ele se mudou e deixou o animal amarrado sem comida e sem água. São relatos muito tristes”, lembra.


Esse comportamento, na avaliação dela, sugere má formação de caráter ou de falta de educação ambiental em casa. “É desumano, uma monstruosidade. Se a pessoa não pode mais ficar com o animal, deve procurar alguém para adotá-lo. As redes sociais são hoje muito eficientes e as ONGs também”, defende. Segundo Mariza, a entidade cuida de 115 cães e 28 gatos, mas recebe cerca de 35 animais recolhidos por mês, conseguindo novos lares para uma média de 30. Advogados voluntários, segundo ela, ajudam a encontrar soluções para casos de negligência e maus-tratos.


Problemas também em pet shops


Casos que ocorrem em pet shops também ser enquadrados como maus-tratos. Mas ativistas alertam que é importante registrar ocorrência. A bancária Cristina Gomidi, de 51 anos, teve um problema do tipo. Quando conversou com advogados sobre a situação de Lindinha, sua Scottish Terrier, ela acabou desestimulada a recorrer contra uma pet shop do Bairro Cidade Nova porque não fez registro policial. A cadela tinha problema de ossos tortos por conta de um atropelamento, mas andava normalmente. Quando foi devolvida pela pet shop, estava com a pata deslocada. “Eles (da pet shop) vieram buscar Lindinha para o banho. Vizinhos viram quando a cadela saiu do prédio, numa boa. Mas, na volta, o rapaz do táxi dog entregou ela nos braços, com a pata deslocada fora do quadril. Ela agora faz acupuntura para voltar a andar, mas tem muita dificuldade”, conta a bancária. “Não fiz denúncia porque não estava em casa e a petshop colocou a culpa na minha empregada. Mas soube que ela tinha sofrido maus-tratos quando os moradores disseram que viram minha cachorrinha bem ao sair. É uma enorme sensação de impotência”, diz Cristina. 


ATAQUES A ANIMAIS
Ocorrências de maus-tratos a animais em Minas

Belo Horizonte 
2009: 93
2010: 110
2011: 82
2012 (até setembro): 66

Grande BH 
2009: 76
2010: 89
2011 : 89
2012 (até setembro): 92

Minas Gerais
2011: 762
2012 (até setembro): 743 

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/10/31/interna_gerais,326581/delegacia-especializada-na-defesa-dos-animais-sera-criada-em-minas.shtml

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Marcado Julgamento de Camila Correa - York/Lana

Informamos data do Julgamento de Camila Correa, assassina da cadela raça Yorkshire Lana
Notícia divulgada por: http://www.ogritodobicho.com


JULGAMENTO: 25/02/2013 às 14:32hs


"Fiquei injuriada, pois, a morte da Lana foi em novembro de 2011, o vídeo com aquelas cenas malditas foi para internet em dezembro do mesmo ano e a denúncia à justiça feita em 25/01/12. Ou seja,  só 16 meses depois, veremos esta criatura indo pela primeira vez responder o crime na justiça!!!!

Agora, galera, saibam que:

- tal julgamento não quer dizer que acontecerá, pois, poderá ter a data mudada pelos motivos mais idiotas possíveis;
- nesta primeira audiência, não vai acontecer nada, provavelmente;
- a demora da marcação se deve o fato que juízes priorizam pessoas que estão presas; 
- temos muita luta pela frente e teremos que ficar totalmente antenados.

Venho tentando falar com os promotores das duas ações (a civil pública está parada), mas, tá difícil. Pretendia perguntar se valia a pena  uma reação nossa. Se não conseguir contato, pretendo fazer uma manifestação na data que a cadelinha Lana foi covardemente assassinada pela tal Camilla na cidade de Formosa  - GO.  Se quiser saber do caso todo:

Para conferir a informação, clique nas imagens abaixo:


Mais um Perfil que incita crimes contra animais na Internet

Protetores Facebook


Circulando outro caso de maus tratos a animais pela internet. Alex Lima divulga em ser Perfil de forma Pública a imagem de si mesmo enforcando seu suposto gato. Aos comentários parece querer divertir amigos com infeliz brincadeira. 


Brincadeira ou não o caso circula entre Protetores e Simpatizantes da Causa Animal buscando ajuda para denúncia em massa.


Delegacia de Meios Eletrônicos de São Paulo
dig4@policia-civ.sp.gov.br / (11) 6221-7011 / R 208 e 209
Avenida Zaki Narchi, 152 - Carandiru/São Paulo/SP


Lembrando que é Crime: Sites, comunidades e perfis que incitem ou façam apologia aos maus tratos com animais é crime:
- Incitação a Crime - Art. 286 do Código Penal
- Apologia de Crime ou de Criminoso - Art. 287 do Código Penal



- IBAMA - Linha Verde: 0800 61 80 80
Disque Meio Ambiente: 0800 11 35 60
- Corpo de Bombeiro: 193
- Polícia Militar: 190
- Ministério da Justiçawww.mj.gov.br
 
 São Paulo
Disque-Denúncia
  181 (ligação gratuita disponível para moradores da Grande São Paulo)

- Ministério Público - SP
   (11) 3119-9015 / 9016 / R. Riachuelo, 115 - Centro - SP
 
- Promotoria de Justiça do Meio Ambiente
   (11) 3119-9102 / 9103 / 9800

- Corregedoria da Polícia Civil
   (11) 3258-4711 / 3231-5536 / 3231-1775   /  R. da Consolação, 2.333 - Centro - SP

- Corregedoria da Polícia Militar: 0800 770 6190
 
- Secretaria de Segurança Públicawww.ssp.sp.gov.br

- Polícia Militar Ambientalwww.polmil.sp.gov.br
 
PMSP - Comando de Policiamento Ambiental - Efetivo: 2244
  (11) 5082-
3330 / 5008-2396 / 2397-2374
 
Delegacia do Meio Ambiente: (11) 3214-6553

Ouvidoria da Polícia: 0800-177070 / www.ouvidoria-policia.sp.gov.br

- Prefeitura de São Paulohttp://sac.prodam.sp.gov.br
 
Superintendência do Ibama: (11) 3066-2633 / (11) 3066-2675

- Ouvidoria Geral do Ibama:
   (11) 3066-2638 / 3066-2638 / (11) 3066-2635 / lverde.sp@ibama.gov.br

 
Distrito Federal
- ProAnima: (61) 3032-3583
- Delegacia do Meio Ambiente da Polícia Civil: (61) 3234-5481
- Gerência de Apreensão de Animais: (61) 3301-4952
- Ministério Público: (61) 3343-9416


Rio de Janeiro
- Ministério Público: (21) 2261-9954




sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Crime com Lança acaba em pizza

Homem mata Cães com uma Lança e fica Impune

Protetores Facebook


Vocês se lembram deste cara de BUNDA. Este FDP se chama Marco Aurélio e matou estes pobres cães com esta lança, que era para ele sentar em cima, ficou por isso mesmo, em primeiro julgamento foi condenado a 10 meses em regime semi-aberto, pois o DIABO do advogado dele recorreu e ganhou, acabou em pizza minha gente, eu, a Neusa e a Aline, fomos lá, corremos, chamamos a brigada, deram flagrante e assumiu que matou mas nada aconteceu, mas se alguém quiser tirar satisfação dele eu digo aonde ele mora, fica no passeio 34 n 331 na cohab fragata, defronte a polícia civil. — com Suzete Zete.

"