...

B. O. ANIMAL

Página de Registros de Denúncias, Notícias e Informações da Causa Animal.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Aprovado Projeto contra o uso de Pele Animal

Comissão aprova projeto que criminaliza uso de pele animal em evento de moda

Projeto prevê reclusão de um a três anos e multa. A proposta ainda será votada pela CCJ e pelo Plenário.

Ricardo Tripoli: uso de peles estimula práticas cruéis. - Arquivo - Elton Bomfim


Ricardo Tripoli: uso de peles estimula práticas cruéis. - Arquivo - Elton Bomfim

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 684/11, do deputado Weliton Prado (PT-MG), que torna crime o uso de peles de animais silvestres nativos ou exóticos, domésticos ou domesticados, em eventos de moda no Brasil. A pena prevista é de reclusão de um a três anos e multa.

O projeto acrescenta artigo à Lei de Crimes Ambientais (9.605/98). Para o autor, a criminalização do uso de pele de animais nas passarelas é uma forma de coibir o comércio do produto.


O relator do projeto na Comissão de Meio Ambiente, deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), apresentou parecer favorável. “Sabemos que a indústria da moda exerce grande influência sobre os costumes sociais. O uso de peles em eventos de moda no Brasil certamente estimula a produção de animais em cativeiro e, consequentemente, as práticas cruéis.”


Tripoli afirmou que, embora a Constituição Federal e a Lei de Crimes Ambientais já prevejam punição às práticas de maus-tratos aos animais, a indústria da moda continua a fazer uso de peles em desrespeito às disposições legais. “Peles animais têm sido apresentadas nas passarelas brasileiras, inclusive nas coleções do inverno 2011, chegando ao vestuário cotidiano.”

Segundo o deputado, essa prática também contraria os princípios de sustentabilidade ambiental, de conservação da diversidade biológica e de proteção aos direitos dos animais.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou o parecer do relator na forma de substitutivo que faz ajustes na redação original do projeto.

Tramitação
O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e pelo Plenário.

Íntegra da proposta:
PL-684/2011

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'

http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/MEIO-AMBIENTE/201959-COMISSAO-APROVA-PROJETO-QUE-CRIMINALIZA-USO-DE-PELE-ANIMAL-EM-EVENTO-DE-MODA.html

Nem todos os Cães uivam

...Mas qual será o motivo correto no caso do seu cão?

Cães costumam uivar por motivos curiosos e ligados à sua natureza e sensibilidade auditiva Foto: Getty Images

De acordo com Rubia Burnier, veterinária especialista em comportamento animal, uivar é um recurso usado pelo cão para se comunicar à distância, uma ferramenta útil especialmente quando não há contato visual. Quando o animal uiva, sua voz atinge um timbre mas alto e ele pode ser ouvido de longe.

"O uivo de um cão pode ser percebido a quilômetros de distância e serve para chamar atenção, localizar e reunir os membros do grupo. Esse comportamento foi herdado do lobo e é uma característica marcante em algumas raças, como husky siberiano, samoieda e malamute do Alaska. Esses cães uivam em vez de latir", diz a veterinária.

Outro motivo que estimula o cão a uivar, ressalta a especialista, é a presença de uma cadela no cio, cujo cheiro se espalha pelo vento, atraindo machos mesmo distantes e criando assim uma "sinfonia de uivos". Uivar geralmente não significa dor ou sofrimento, mas muitas vezes serve para aliviar o tédio e a solidão. Pode ser também uma maneira de o cão extravasar sua frustração.

Segundo Rubia, cães que ficam sozinhos por períodos longos uivam numa tentativa de trazer de volta seus companheiros de matilha, no caso, a família. "O uivo também expressa excitação e contentamento, como aqueles cães que uivam quando ouvem música", exemplifica a veterinária.


Fonte: http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/interna/0,,OI3614481-EI8410,00.html

Cuidados com seu Cão idoso

Como cuidar bem de seu velho cão

Quando chega uma certa idade, o cachorro realmente começa a enfraquecer, perder a visão, embranquecer os pelos, enfim. É comum vermos tais acontecimentos em nossos animais de estimação, algo que realmente aos poucos tira a nossa paz e nos preocupa com o passar dos dias. Mas eu quero hoje te passar alguns bons conselhos, até mesmo como experiência própria, para que depois você não venha se arrepender de suas atitudes diante de um acontecimento ruim.

Se o seu cachorrinho está ficando velhinho, está na hora de cuidar com mais dedicação dele, de se empenhar na segurança do animal para que ele possa viver então o dobro do que aparenta atualmente. Passe a comprar rações mais nutritivas, alimentos que contenham bastante proteína e vitamina, para realmente cuidar ao máximo. Mas evite trocar o local onde ele mora, porque se assim fizeres, ele poderá tropeçar com mais facilidade e então se machucar ou algo parecido.

O mesmo podemos nos referir para os gatos, mas em relação a eles é preciso mais cuidados ainda, pois eles são acostumados a saírem na rua, e dificilmente ficam em casa. O que precisa ser mudado na velhice, pois os perigos de um cachorro pegá-lo ou de um carro atropelar é bem maior, devido à velocidade que não é mais a mesma. Então o deixe sempre dentro de casa, não o tranque, mas não permita que ele fique a todo momento passeando pelas causadas e ruas.Cuidar de seus animais de estimação é uma obrigação sua. Imagine que todos os dias será o último dia dele, para que assim você o trate bem e o faça feliz!


Fonte: http://situado.net/como-cuidar-bem-de-seu-velho-cao/

O melhor Amigo das Caminhadas

Cães adoram passear, caminhar e correr

É claro que não devemos brincar com a saúde dos animais de estimação, mas se ele possui condições para sair contigo, para que condená-lo ao sedentarismo? Companhia agradável, que não reclamará de nada, mesmo estando muito ensolarado ou um dia frio.

E assim, além de cuidar de si, você estará passeando com seu cachorro e também cuidando do bem-estar do mesmo, da saúde e do seu refresco. O melhor de tudo em fazer as atividades físicas com o cachorro é que eles dificilmente ficam cansados, por isso você dificilmente diminuirá o seu ritmo, estando sempre na mesma velocidade e intensidade do início, o que é muito bom e necessário para que o exercício obtenha um melhor resultado. Pense nisso, seu cãozinho pode ser milhares de vezes mais apropriado do que muitos amigos e amigas que mais conversam do que cuidam da saúde ou da beleza!

Tosse de Cachorro

OBSERVE SEU CÃO!

A tosse de canis, mais conhecida como tosse de cão é causada geralmente peça ação de agentes infecciosos, como a bactéria denominada Bordelha Bronchiseptica e de dois vírus, o Parainfluienza e o Adenovírus, os quais agem de forma isolada ou em conjunto. Geralmente ataca os recém desmamados ou adultos com sistema imunológico fragilizado (estresse ou doenças como verminoses, anêmicos).

O que vale ressaltar é que a Bordelha Bronchiseptica pode acometer também os seres humanos, desta forma, é considerada como uma zoonose, que são doenças transmitidas de animais para o homem ou do home para os animais, que tem como agentes que desencadeiam essas afecções microorganismos diversos, como vírus, helmintos, bactérias, fungos, e rickéttsias. Geralmente, os cães que estão resfriados, o principal sintoma é a tosse seca, a qual parece que o animal está engasgado, e muitas vezes podendo expelir uma espécie de espuma branca. Esta tosse costuma piorar com a realização de atividades físicas, agitação e até mesmo pela utilização da coleira, pois este utensílio provoca uma pressão na região.

Em caso mais graves, o animal pode apresentar secreção nos olhos, falta de apetite, coriza e febre, sendo que em filhotes e em animais debilitados o quadro pode evoluir para problemas mais sérios, como por exemplo, a pneumonia. O tratamento desta doença e tosse é básico, sendo que consiste no uso de antibióticos, xaropes para aliviar a tosse, antiinflamatórios e confinamento do animal, evitando que o mesmo fique exposto ao vento, frio, umidade e ainda, evitar banhá-lo nas semanas seguintes até que a tosse desapareça.

Para os proprietários que contam com mais de um cão em casa, é possível perceber que cada animal contraia a doença com uma certa gravidade, sendo esta uma semelhança com a gripe humana, por isso, é indicado que principalmente nas épocas mais frias do ano procure proporcionar ambientes mais quentes e maior proteção contra o frio ao seus animais. Além disso, evite levá-los para passear em ambientes em que haja muita concentração de animais, como jardins, parques, canis, parques e lojas de animais. Vale lembrar que a gripe canina pode não apresentar a tosse seca, geralmente, este sintoma é mais comum em animais cardiopatas, isto é, em caos que contam com problemas cardíacos,, sobretudo, os idosos. Desta forma, é sempre importante levar seu cão a uma visita ao veterinário de confiança para o diagnóstico correto e adequado.

Roupas para Animais pode ser muito desagradável

As roupas para cachorros não é algo agradável para seu animal

Mesmo sendo bonitinho e agradável aos seus olhos, para seu animal pode não ser tão agradável como parece. Eles são acostumados há serem livres, e com seus pelos os protegendo dos ventos, então evite utilizar roupas em seus cachorros, só mesmo se estiver muito frio, ou mesmo se for sair com ele, e quiser passar um ar mais aconchegante aos outros.


As roupas para cachorros não é algo agradável para seu animal

As roupas para cachorros na maioria das vezes é um luxo dos donos, pois os cães possuem uma camada de pelo que os protege contra o frio, mas caso o mesmo esteja tosado é bom utilizar roupas que ele não pegue um resfriado. Mas existem cachorros que além desta camada de pelo que os protege do frio, há também uma camada de gordura sob a pele que os protege mais ainda do frio, deixando as roupas então dispensáveis, como o Husky Siberiano, o Terra Nova, entre outros. Em tempos de calor pode prejudicar a saúde e conforto do animal, deixando-o agitado, estressado e desesperado de tanto calor, fora que sem a troca e uma boa lavada das roupinhas pode abrigar ácaros, pulgas e carrapatos!



E sempre manter-se próximo do animal (principalmente se for um gato) pois a roupa pode se tornar um perigo em contato com arames, galhos, assim como o uso de coleiras em gatos, de forma que prende o animal em área de difícil acesso.

Então, em casa deixe-o sem roupas, para que ele possa andar mais a vontade e viver com maior tranquilidade!